Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Poema: Quotidianos (A Salvação)

por Blogs Zé Consciência, em 11.07.13

 


Acorda cedo e molha a cara,

Respira fundo e veste o fato,

Sai para a rua e invade a confusão.

Camuflado e discreto pelo meio da multidão.

 

De cabeça firme inspiras fundo,

O tempo não pára e já passou mais um segundo.

Prepara a papelada, não percas nada.

Olhando para ti treina mais um discurso.

 

Nos teus olhos tu vês o que és.

Vês as ondas da vida e mudanças de marés.

Gargalhadas, choros e gritos pela dor.

As saudades, os amores, as palmas, os sorrisos.

 

Pelas horas do dia tu segues uma luz,

Que te hipnotiza, te conduz e reduz.

Nada mais existe, que uma meta p'ra cruzar.

Mas há mais nesta vida p'ra que devas lutar.

 

Enquanto corres, tu torpeças

Enquanto vives nesta ilusão.

Enquanto segues o caminho,

Guardas rancores no teu coração.


Enquanto as horas passam,

Tens menos ar e menos emoção.

E quando as pedras te pesarem,

Vais desejar por uma salvação.


Quando a chuva cai

Nestes momentos finais

Quando te chamam e vais

Quando ligas o coração.


Quando a chuva cai

Nestes momentos finais

Quando te chamam e vais

É quando pedes salvação.


Sai do trabalho e olha para o céu

Vê o Sol que se põe neste dia que se perdeu.

No caminho observas a montra de uma loja

"O que dar à mulher p'ra evitar que ela fuja?"

 

Nesse espelho dás de caras com a barba branca

Vês os anos a passar e a vida não arranca.

Quotidianos monótonos em piloto automático

Que te matam lentamente, pelo corpo e pela mente.

 

Engole em seco, disfarça a tua dor.

Vai p'ra casa liberta esse amor.

Com carinho abraça a família que há tanto não vias.

Compensa horas e dias.

 

Um jantar, um cinema, uma hora de risada,

Ou cantar sem dilema uma moda improvisada.

A juntar a esta ementa um abraço e mão beijada

E jurar que a vida seja feita em conjunto.


Enquanto corres, tu torpeças

Enquanto vives nesta ilusão.

Enquanto segues o caminho,

Guardas rancores no teu coração.


Enquanto as horas passam,

Tens menos ar e menos emoção.

E quando as pedras te pesarem,

Vais desejar por uma salvação.


Quando a chuva cai

Nestes momentos finais

Quando te chamam e vais

Quando ligas o coração.


Quando a chuva cai

Nestes momentos finais

Quando te chamam e vais

É quando pedes salvação.



Segue a vida de mãos dadas,

Abraça o que tens e constrói uma história.

 

Pela vida, encontra a tua paz.

Recorda as conquistas, tanto as boas como as más.

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56


No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Crónicas Videojogos