Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um "olá" não requer razão

por Blogs Zé Consciência, em 13.01.14

 

Por vezes julgamos não ter assunto para falar com alguém.

Hoje em dia há tantos meios de comunicação que é incrível!...

Vemos amigos no Facebook, Gmail, Blogs, Skype, Whatsapp, Tweeter, etc. e não dizemos nada porque pensamos que é necessário existir uma razão para "meter conversa".

Eu sou contra essa ideia.

Se sentir vontade de falar com alguém, falo! Nem que seja para dizer um "olá" e receber um de volta.

Quando falamos com alguém por nossa iniciativa, o outro sente que existe pelo menos uma pessoa que gosta dele, nem que seja por gostar de falar ou querer saber como está.

Não procurem uma razão para conversar ou para cumprimentar uma pessoa que gostem. Digam simplesmente, "olá, lembrei-me de ti e queria saber como estás" e o resto irá desenrolar-se.

 

Música do Dia: Arthur Collins - Hello! Ma Baby (1899)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:37

Preguiça admitida

por Blogs Zé Consciência, em 12.01.14

 

Todos somos um bocado preguiçosos.

Não neguem, vocês sabem que é verdade! Admitam com um sorriso na cara!

Certamente que já vos aconteceu isto:

"Preciso do comando da televisão. Bem, tenho de tirar a mantinha de cima, levantar o rabiosque do sofá, dirigir-me para a mesa, pegar nele e voltar a sentar-me... Mas este programa até está a ser giro, afinal."

 

Ou então...

 

"Tenho fome mas "xiiiiii"... abrir o frigorífico, tirar o leite, pegar na taça, servir os cereais... Aguento bem aqui sentadinho!...

 

Estou certo ou errado?

Mesmo que não seja diariamente, todos nós já passámos por um momento assim.

Faz parte da nossa natureza, sermos preguiçosos.

E a verdade, é que por vezes pode afetar o nosso dia a dia.

Nestas alturas, sentimos vergonha de nós mesmos. Falhámos devido a uma limitação, uma "fraqueza".

Não é por acaso que a preguiça é um dos pecados mortais. 

Mas este pensamento de hoje, serve para que todos os meus caros leitores pensem nisto com um sorriso.

Todos nós somos preguiçosos! Desde que não o sejamos o dia todo, não há mal nenhum em sê-lo.

 

Música do Dia: Robbie Williams - Supreme (2000)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30

Partilha: Dove - Eleito melhor anúncio 2013

por Blogs Zé Consciência, em 10.01.14

Partilho com os meus caros leitores uma publicidade da Dove, absolutamente brilhante com um prémio mais do que merecido.
Já agora, um pequeno pormenor... O anúncio é português!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

Tradição > Saúde

por Blogs Zé Consciência, em 09.01.14

Bem, soube que existe uma tradição em Vale de Salgueiro, Mirandela, onde no dia de Reis as crianças são autorizadas a fumar.

Os pais até dão dinheiro aos filhos para irem comprar os maços de tabaco.

A justificação dada por toda a gente é simples: "É a tradição!"

Fumar faz mal à saúde, não faz?

"Mas são apenas dois dias por ano, não tem mal!"

Eu acho bem! Aliás, eu considero que esta tradição devería ser adotada por todo o país.

É que a esperança média de vida continua a subir e assim, com esta tradição, pode ser que não aumente muito e se controle mais o crescimento populacional.

Além disso fumar é uma forma de estar. Nos cafés até há locais VIP ao ar livre para fumadores!

Fumar tem estilo e se todos fumam, então todos estão na moda, e assim acaba-se o bullying e as opressões.

Penso que nestes aspetos, esta tradição é positiva, e como se costuma dizer, de pequeno é que se torce o pepino.

Ver crianças a fumar é divertido e faz-me pensar que esta tradição é boa e... Não... Não é boa...

É imoral, sem qualquer razão plausível e primária!...

Demonstra inconsciência sobre o que é o tabaco e todos os seus malefícios.

É, como se costuma dizer na minha terra (e muito bem dito)... Estúpido.

Há que definir bem as prioridades. E, que eu saiba, a tradição não está hierarquicamente acima da saúde.

 

Música do Dia: Teresa Furtado - Been So Blind (2013)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:36

António Machado decide ser... Professor

por Blogs Zé Consciência, em 08.01.14

 

Locutor: Temos connosco o senhor António Machado, que vem dar o seu testemunho sobre este problema que tem afetado certas pessoas que querem ser professores. Senhor António Machado, o senhor foi professor durante quanto tempo?

António Machado: Muito boa tarde. Olhe, isto começou há coisa de 3 anos quando comecei as minhas aulas autodidatas de medicina. Muitos dos meus pacientes vinham com os filhos ao meu consultório e eu comecei a reparar que lhes ensinava pequenas coisas, como os nomes dos músculos, para que serviam, etc.

L: Pois, começam-se de pequenas coisas.

AM: Exato. E de dia para dia sentia vontade de ensinar cada vez mais coisas. Uma vez tentei ensinar o alfabeto a uma criança e a mãe puxou-a dali com muita força antes que ela podesse aprender mais letras.

L: E o que fez a senhora?

AM: Ela fez queixa de mim à policia, a dizer que eu estava a tentar ensinar o filho dela e que isso era um absurdo porque essa função era dela e do Google.

L: Mas depois conseguiu abandonar esse vício de querer ensinar?

AM: Não, eu depois de abandonar a medicina fui ao fundo. Montei uma escola clandestinamente e ainda cheguei a receber 10 alunos.

L: 10? Tantos?! Mas os pais das crianças não souberam?

AM: Aquilo não era por mal...

L: Pois, nunca é por mal! Mas as leis abuliram a profissão de professor em 2015 por alguma razão.

AM: Eu sei que o que fiz não foi correto, e isto de querer ser professor arruinou a minha vida.

L: Como é que conseguiu ultrapassar esse vício?

AM: Bem, como deve imaginar, quando as crianças chegavam a casa a saber mais que os irmãos mais velhos e até alguns pais, eles começaram a desconfiar que havia um professor a ensinar os meninos. Um dia durante uma aula de matemática, houve uma rusga e levaram-me as secretárias todas, o quadro e todos os livros e documentos que tinha. Fui julgado e puseram-me num centro de reabilitação.

L: Como tem sido a sua vida desde que saiu da reabilitação?

AM: Evidentemente que tive de sair de Almada. Vim morar para Peniche onde arranjei trabalho num restaurante. Cá ando, melhor e finalmente livre daquele terrível vício.

L: Fico feliz por saber isso. Obrigado Senhor António Machado, por ter tido a coragem de expor a sua situação aqui na nossa rádio.

AM: Com certeza, uma boa tarde.

 

Música do Dia: Macklemore & Ryan Lewis (feat. Wanz) - Thrift Shop (2012)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Partilha: College Humor - A nossa mente numa aula chata

por Blogs Zé Consciência, em 07.01.14
Partilho convosco, caros leitores, um video dum canal do Youtube de humor que demonstra, de forma cómica e metafórica, o ponto de vista dum aluno que está numa aula chata.

Espero que gostem e que se riam, porque rir faz bem à saúde.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46

Jornalismo à portuguesa

por Blogs Zé Consciência, em 06.01.14

 

Já mencionei uma vez num post que vende muito a informação depressiva.

É o que as pessoas procuram, o que pagam para saber, tudo o que correu mal.

Hoje, todos os jornais e canais de televisão falaram de muito pouco para além da morte do jogador de futebol Eusébio.

E com razão, tendo em conta os feitos inigualáveis que este génio do futebol desempenhou na sua época.

Como é habitual, quando uma celebridade morre, muitas outras recordam-na publicamente.

Uma dessas pessoas foi o nosso ex-presidente Mário Soares.

O seu depoimento foi muito falado e muito criticado por muita gente.

A publicação das palavras de Mário Soares, foram feitas da seguinte forma.

 

Mário Soares recorda Eusébio como um homem sem cultura e que bebia muito whisky.

 

Dito desta forma, parece que o nosso ex-presidente não gostava do Eusébio e falou mal dele publicamente.
Achando isto muito estranho, vi o vídeo ignorando o título.

 

Não sei se fui só eu que reparei nisto, mas o Dr. Mário Soares só falou bem do Eusébio.
Aliás, o ex-presidente disse mais do que uma vez que ele era um homem bem formado, humilde, simpático e muito agradável.
Sim, ele disse que Eusébio era um homem pouco culto, mas peço aos meus caros leitores que pensem bem no sentido da frase. É dito logo de seguida que ele era, sim, um excelente futebolista.
Ou seja, o que o ex-presidente quis dizer foi que Eusébio não precisava de ser um homem culto e que nem era famoso por isso, era célebre por ser um inigualável futebolista.
Já a parte do whisky, foi dito dentro do contexto.
Mário Soares tem mais idade que o Eusébio e, obviamente, que é chocante vêr alguém mais novo morrer subitamente. Daí dizer que não sabia que o ex-jogador estava doente, sabia que bebia muito mas não sabia que estava doente.

Não falo mal de todos os jornalistas, mas digo que têm a capacidade de manipular a opinião pública com a forma como escrevem e espalham as informações.

Não foi o Mário Soares que deturpou a imagem do Eusébio (aliás, até a glorificou), mas foi o jornalista que destacou estas frases fora de contexto que deturpou a imagem do ex-presidente da república.

 

Música do Dia: Hills Have Eyes - Hold Your Breath (2012)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

Partilha: Macaco histericamente feliz

por Blogs Zé Consciência, em 05.01.14

Partilho convosco um vídeo que não me canso de ver.

Este macaco capucho, chamado Boo, não via um casal de amigos do seu dono há mais de um mês.

Esta é a sua reação ao vê-los.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:20

Todas chamam os bombeiros!

por Blogs Zé Consciência, em 04.01.14

 

Por esta altura já todos ouviram falar do famoso calendário dos Bombeiros Sapadores de Setúbal, que apresenta membros do mesmo em tronco nú e em poses sensuais.

Sendo eu um heterossexual admitido, este calendário não me despertou qualquer interesse.

No entanto, está já publicada outra notícia de que as vendas deste produto terão de ser suspensas por existirem demasiados pedidos.

A sua página do Facebook já conta com 23.075 Gostos e muitos perguntam quando voltarão a estar à venda os famosos calendários.

Afinal de contas, estã a recomeçar as rotinas habituais de trabalho e as pessoas precisam de organizar as suas vidas!...

Será mesmo por isso?

Há pessoas que acham estranho o calendário estar a esgotar, mas eu acho perfeitamente natural.

Chamo agora os meus caros leitores, homens, para pensarmos nisto: Nós temos GQ, Maxmen, Maxim, FHM, Penthouse e (a mais conhecida) Playboy.

Se nada disto existisse, falar de revistas masculinas seria falar de revistas desportivas, de tecnologia e de carros.

Pois, esta é a realidade das mulheres. Eu não conheço nenhuma revista que se foque na mulher como público alvo, sem ser revistas de boatos para fofocas, culinária, costura e decoração.

Isto acontece, porque a sociedade cresceu com a ideia de que a mulher não tem o mesmo interesse pelos homens que este por elas.

O homem vê uma mulher e fica louco, repara em todos os detalhes do seu corpo, aprecia-a como uma obra de arte quase divinal.

E a mulher? Será que também repara no homem desta forma?

Poucas admitem isso, mas eu apenas posso supor que sim.
Se vendessem calendários com enfermeiras sensuais, não teria interesse em gastar dinheiro nisso, tendo em conta a enorme quantidade de produtos que vendem o corpo feminino para prazer das fantasias masculinas (atenção, tudo isto de livre vontade das mulheres!). E isto é cada vez mais visto de forma natural.

"Os homens são mesmo assim."

Mas se vivesse numa realidade onde fosse tabu demonstrar que as mulheres são atraentes para mim, e se não existisse nada mais a não ser revistas desportivas, de tecnologia e carros, então atirava dinheiro para o monitor do computador até me aparecer o calendário em casa!

Caros leitores (homens), ponham-se no lugar das mulheres...

É assim tão estranho que o calendário tenha esgotado?

 

Música do Dia: Led Zeppelin - Whole Lotta Love (1969)

 

Fonte da imagem, clique aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21

Poema: A Fantasia (Parte 2)

por Blogs Zé Consciência, em 03.01.14


 

Está aqui a segunda parte do poema.

Na primeira parte, o homem sonhou com uma linda mulher.

Nesta parte, ele não acredita que tal beleza exista apenas num sonho e tenta encontrá-la.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Com a cabeça azeda, desperto.

Tudo aquilo foi um sonho que está tão longe e tão perto.

Com a vista turva pergunto-me a mim mesmo,

Será que és real ou és só pensamento?

Quando penso que estou sozinho, estou ainda mais só,

Quando penso nos teus olhos sinto a pele a ficar pó.

Não és só uma miragem, és um reflexo de mim,

Sei que tu és real, não estás só dentro de mim.

Não conheço o teu nome, mas ouvi a tua voz.

Não sei onde tu moras, isso para mim é atroz!

Vagueio pela rua, à procura da tua

Figura esbelta, tão bela, tão brilhante como a Lua.

Já nada parece o mesmo,

Mesmo todas as pessoas que me tocam eu esqueço.

Será que és tu? Ali? Mesmo em frente do meu olhar?

Ao longe parece, mas não te consigo encontrar.

Se sonhei contigo é porque já te vi antes.

Se existes em mim, então eu já te vi antes!

Continuarei a procurar, tornar real a ilusão.

Porque enquanto eu viver, esperança e força não morrerão.

Já não aguento a pressão, desta má tentação,

Já não aguento a saudade nesta dura realidade.

Chegou a hora de parar, terminar a loucura.

Isto já dura há horas, chegou a hora de parar.

Será real a presença deste belo anjo?

Se não for, esta noite continuarei o nosso beijo.

 

(Fim da segunda parte)

 

 

Música do Dia: Trust Company - Downfall (2002)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27



No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Crónicas Videojogos