Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Apenas uma frase: A vida

por Blogs Zé Consciência, em 14.04.14

A vida é um mar de rosas, com toda a sua beleza e os seus espinhos.

 

Música do Dia: Staind - So Far Away (2003)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

Apenas uma frase: O merecedor

por Blogs Zé Consciência, em 12.04.14

Quem merece e faz por ter, tem sempre o que merece.

 

Música do Dia: U2 - With Or Without You (1987)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

Poema: Triste Realidade de Artur Santos

por Blogs Zé Consciência, em 11.04.14

 

A pedido do meu culto e adorável avô, publico um poema da sua autoria.

Apesar da clara tristeza transmitida no tema, gostaria de destacar a ironia que despropositadamente é transmitida quando o meu avô se refere a ele mesmo como um indivíduo sem inspiração. A ironia está no facto de o ter dito num lindo poema, excecionalmente bem escrito.

A enciclopédia não se fecha porque continua a ser escrita.

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Já não me atrevo a emitir poesia. 

A inspiração já se perdeu no ar.

Estou aquem daquilo que fazia

Os sentimentos de rir ou chorar.

 

A minha variada intuição

Agora está muito limitada,

Já só consigo impor, uma emoção 

Com muito tempo, para ser bem pensada.

 

Estou triste porque estou consciente

das falhas que vou tendo dia a dia,

Pois antes vivia mais contente,

Com a clareza daquilo que sabia.

 

Não tenho sequer leves esperanças

Da cabeça poder atrás voltar.

Dos meus netos, como quando crianças

Já não terem meu saber p'ra consultar.

A enciclopédia está-se a fechar.

Procurem agora outras heranças.

 

Música do Dia: Danny Elfman - What's This? (de The Nightmare Before Christmas) (1993)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36

Partilha: And The Waltz Goes On

por Blogs Zé Consciência, em 08.04.14

Antes de ser a grande estrela que conhecemos, Anthony Hopkins era músico.
Há mais de 50 anos escreveu uma valsa, que até 2011 nunca tinha visto a luz do dia.

Nada mais preciso de dizer. Ouçam e deliciem-se.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

Crónicas Cinema: Need For Speed

por Blogs Zé Consciência, em 07.04.14

 

 

Um filme baseado num jogo baseado num filme.

 

Próxima análise: Os Três Musqueteiros (2011)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:14

Apenas uma frase: O aniversário

por Blogs Zé Consciência, em 06.04.14

Fazer anos não significa ficar mais velho, mas sim ser-se eternamente um jovem mais maduro.

 

Música do Dia: Misha Rachlevsky - Variações de Parabéns (2001)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:52

Partilha: Colocar calças 34 em corpo 38

por Blogs Zé Consciência, em 04.04.14

Para os meus caros leitores se divertirem um bocado! ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:42

Apenas uma frase: A inocência

por Blogs Zé Consciência, em 03.04.14

As crianças existem para nos relembrar que o mundo é mais belo do que o fazemos parecer.

 

Música do Dia: Boss AC - Baza, Baza (Hoje não quero saber) (2002)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:22

Boas intenções meteorológicas

por Blogs Zé Consciência, em 02.04.14

 

Como certamente reparam, tem chuvido muito. Pelo menos por estes lados do litoral tem sido que parece a chuva amazónica.

As pessoas queixam-se de que ora chove, ora está Sol. Ora está frio, ora está calor.

Há tanta humidade no ar que já comprei uma botija de oxigénio para quando sair de casa.

Nós somos muito antropocêntricos!...

Incomoda-nos tanto o mau tempo que nos esquecemos de um detalhe. A primavera está a chegar!
Mas ela não tem de existir apenas nos calendários; isso seria uma existência abstrata.

Para que a primavera seja mesmo a primavera, têm de existir flores, andorinhas, campos verdes, pólen no ar e alergias no nariz.

Penso que todos nós interpretámos muito mal o pobre do São Pedro, e que ele esteja na verdade a regar o seu jardim. É preciso água e luz do Sol para que as flores desabrochem!

Afinal o mau tempo não existe para nos incomodar, mas sim para trazer de volta todas as belezas da primavera!

 

Música do Dia: António Vivaldi (1678-1741) - Primavera (2º andamento) 

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28

Dia dos parvos de abril

por Blogs Zé Consciência, em 01.04.14

 

Em primeiro lugar, olá a todos!

Hoje é dia das mentiras. Mas como podem ver, eu sou honesto.

 

Vamos lá pensar um pouco neste dia.

Um dia inteiro dedicado à mentira... É isto que andamos a ensinar aos mais novos?

Mentir é feio, mas no dia 1 de abril podem mentir à vontade.

Porquê?

Quem inventou o dia das mentiras?

Bem, após uma pesquisa, soube que na França do século XVI, o ano novo era celebrado no dia 25 de maio (início da primavera) e que essa festa durava até 1 de abril (que era considerado o início do ano).

No entanto, em 1564, o rei Carlos IX adotou o calendário gregoriano, determinando assim que a festa do início do ano seria celebrada no dia 1 de janeiro (tal como fazemos hoje em dia).

Mas existem sempre pessoas antiquadas que continuavam a querer celebrar o ano novo a 1 de abril.

Como sabem, os parvos existem desde que existe o ser humano, por isso mesmo, algumas pessoas gozavam com esses antiquados, enviando-lhes presentes estranhos e convites para festas que não existiam.

E daí nasceu o dia das mentiras, denominado nos países de língua inglesa de april's fools day, ou seja "dia dos parvos de abril", e nos países de língua francesa e italiana poisson d'avril e pesce d'aprile respetivamente, ou seja, peixe de abril.

Uau!... Estou espantado, não sabia que existia mesmo uma razão.

Mas hoje em dia ninguém sabe porque é que o dia existe. Simplesmente é um dia em que todos podem mentir uns aos outros, tal como no carnaval podem pregar partidas porque "ninguém leva a mal"... excepto eu.

Vivemos tão contidos, tão pressionados por regras, que se nos dizem que hoje é um dia em que podemos fazer disparates toda a gente fica contente. 
O que prova que, no fundo, somos todos más pessoas.

Não nos dêem mais ideias!... Não inventem o dia do swing, ou o dia das palmadas no rabo, ou o dia de partir janelas e muito menos o dia da arrogância!... Teriam surpresas que dificilmente esqueceriam.

 

Música do Dia: Paul Dukas - O Aprendiz do Feiticeiro (1897)

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:06

Pág. 2/2



No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Crónicas Videojogos