Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Informação depressiva

por Blogs Zé Consciência, em 29.05.13


 

Quando se trabalha na comunicação social, nos media, devemo-nos questionar do seguinte: "O que é que vende?"

Temos de ser realistas, a informação é mais que um direito dos cidadãos. É um produto que se vende como o peixe.

Por isso, enquanto comerciais da informação, volto a perguntar: O que é que vende mais, no nosso país?

Más notícias, desgraças, chacota, bisbilhotices, acidentes, taxa de mortalidade, atentados terroristas, dramas, determinadas ações do governo e futebol.

Porque é que é isto que vende? Pela mesma razão que nenhuma telenovela tem sucesso sem dramas e intrigas.

Para que existam conversas de café.

 

"Olha, sabias que morreram 6 pessoas num acidente ontem?"

"A sério?!"
"Sim, estava nas notícias!"
"Que coisa horrível!"
"Pois foi!"

 

"Olha, sabias que a celebridade Não-sei-quantas da Silva perdeu 10kg?"
"A sério?! Deve ter sido drogas!"
"Não! Dizia lá que estava doente com "anxoretias", ou lá o que era!"
"Ah! Pobrezinha!..."

Penso que já compreenderam.

É isto que vende! É isto que as pessoas querem saber, o que anda mal!

O que é que os jornais fazem?

Camiões carregados de pipas cheias de más notícias.

Há psicólogos que aconselham mesmo os seus pacientes a não verem notícias, como forma de tratamento das depressões.

Não há como não ficar triste após uma edição do telejornal, onde as únicas boas notícias contam-se pelos dedos de uma mão com hipodactilia.

Outro dia li o Correio da Manhã. Em cada página alguém tinha morrido, ou algo tinha sido destruído, ou alguns inpostos tinham aumentados.

Sim, vivemos num tempo de crise, onde cada vez mais pessoas recebem um ordenado muito baixo e têm de pagar impostos cada vez mais elevados. Mas esta propagação de informações depressivas não existe só no nosso país. Ouçam noticiários de todo o mundo e vão reparar que este é um mal comum.

Porque é que o povo se alimenta de tanta energia negativa?

A negatividade ou positividade do mundo em que vivemos, depende unicamente do nosso ponto de vista. Num dia bom, apetece-me abraçar toda a gente que vejo, mas num dia mau, todos os que passam por mim são potenciais inimigos.

Mas não é possível sentirmo-nos bem quando em cada página do jornal várias vidas são destroçadas e em cada notícia do telejornal algo de mau acontece no mundo.

Sei que isto que escrevo não vai mudar nada, nem no interesse das pessoas pelas más notícias, nem na exagerada divulgação das mesmas. Mas posso-vos garantir que, graças a esta "propaganda do diabo", deixei de vêr as notícias. E não sinto que estou menos a par do que se passa no mundo.

Há pessoas que dizem que as notícias deixam-nos a par do que se passa no mundo, mas se calhar é por causa disto que muitos quererem emigrar para Marte.

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16



No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Crónicas Videojogos