Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


A relação para a vida

por Blogs Zé Consciência, em 23.10.14

Fala-se muito no cliché da eternidade do verdadeiro amor.

Quando estamos apaixonados, e amamos verdadeiramente outra pessoa, fazemos tudo pela mesma. Damos o que temos e entregamos o que podemos.

Fala-se muito na dor do amor.

Que nos entregamos de tal forma a outra pessoa que quando somos desiludidos (verdadeiramente desiludidos) que algo se parte dentro de nós.

O meu coração virou pó e ainda hoje não sei se o reflexo dos olhos que me olhavam era apenas meu.

Mas hoje sou um homem novo, e descrevo quem sou numa frase muito interessante que partilharam comigo:

A nossa relação connosco mesmo é a mais importante de todas, pois é a única que é para a vida sem a menor dúvida.

É verdade, nasci comigo e morrerei comigo. Se não cuidar ou me esquecer desta relação, não posso estar bem comigo mesmo.

Por isso é que me sinto rejuvenescido. Forte e resistente como uma pedra!

Nunca rijo demais nem nunca frágil demais. Sempre recetivo a novos abraços mas nunca de olhos fechados.

Acima de tudo faço e sou o que acordo com o meu coração.

Vejo novos olhos no horizonte, chegou a hora de lhes dizer olá com um sorriso na cara.

 

Música do Dia: Boss AC - A Carta Que Eu Nunca Te Escrevi

 

Fonte da imagem, clique aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Crónicas Videojogos