Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Uma máquina enferrujada

por Blogs Zé Consciência, em 04.10.14

 

Falando enquanto professor, valerá a pena queixar-mo-nos mais? Haverá mais alguma coisa que nos possam fazer?

Para quê todo este amor pelas crianças e pelo nosso trabalho, se todas as pessoas de quem dependemos para ter um país, não respeitam e cospem-nos na cara?

O trabalho de um professor não é valorizado como merece pelas pessoas que mais o deveriam valorizar.

Mas pensando bem, nenhum trabalho é valorizado, respeitado e governado como merece. Absolutamente nenhum.

Vivemos numa realidade onde ninguém tem valor. Nem os reformados!

Esta é a triste realidade dos nossos tempos.

A sociedade não pode subsistir sem nenhum profissional. Todos temos o nosso papel para que a máquina funcione.

Mas cada vez mais as pessoas se queixam, se deprimem, mudam de empregos, trabalham em áreas opostas à que o seu coração quer seguir. Tudo fruto de um sistema que está mais do que provado que não funciona.

Jovens afastam-se dos seus amigos e familiares, mudam de vida, dentro e fora do país, à procura de uma razão para se sentirem humanos.

E cada vez somos menos respeitados como tal. Cada vez somos menos humanos, para passarmos a ser pilhas de uma máquina enferrujada.

Vale a pena gritar?

A resposta curta é sim. Aliás, temos esse direito!...

 

Música do dia: Amor Electro - A Máquina

 

Fonte da imagem, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24


2 comentários

De Artur Santos a 04.10.2014 às 23:13

Não tem acontecido muito ultimamente,mas hoje estou de alma e coração do teu lado...Tem-se falado muito de justiça,ou da falta dela, e tem-se,a propósito de acontecimentos recentes,insistido no facto óbvio de que o nosso sistema legal deixa muito a desejar.Tu estás a sentir isso mesmo,mas só agora,pois vês em perigo a tua humana e normal subsistência profissional,que abraçaste com o maior amor e carinho.
Já fiz de pilha para funcionamento,mas pura e simplesmente perdi a carga que movia já nesse tempo essa máquina enferrujada e,lixo com ela,(a pilha)evidentemente.
Mais seriamente,parece que é mais que tempo de enunciar o que é que se quer das leis comuns e de as clarificar quanto baste para não se estar sempre nesta coisa kafkiana de não podermos alegar desconhecimento de regras que não temos,humanamente,capacidade de conhecer,mas não deixa de ser injusto.
ESTOU CONTIGO!...
A música é escolhida por ti, agradável,e a menina tem uma bela voz.
ais saudades e um BCDV.

De Blogs Zé Consciência a 06.10.2014 às 09:39

Estamos todos juntos neste desespero e nesta luta, meu querido avô.
Um grande beijo

Comentar post



No final do dia, sobra sempre uma ideia para conversar e refletir. Zé Consciência

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Comprem aqui o álbum Mar (Hino À Esperança) EP


calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Visitantes


Crónicas Videojogos